Busque o que você procura!
  • 01
  • 002
  • 004

Desmaio – quando se preocupar?

Desmaio-quando-se-preocupar

O desmaio (Síncope) é definido como a perda súbita e transitória da consciência, com recuperação espontânea após um curto período. Pode acometer qualquer faixa etária, tendo uma incidência anual de 6% nos idosos. Está relacionado a diversas causas, umas relacionadas a benignidade do quadro e outras a problemas graves. As causas mais frequentes são as chamadas neuro-mediadas (vaso-vagal). É importante investigar todo quadro de desmaio pois precisamos descartar que não tenha sido originado devido a uma doença grave cardiovascular que possa colocar o paciente com risco de vida.

Como podemos pensar que a síncope tenha sido originada por uma causa grave? Em primeiro lugar, uma das coisas mais importantes na investigação é saber do paciente como foi que aconteceu o episódio. Questionar sobre os sintomas que precederam o evento. Sintomas de arritmias como aceleramento do coração segundos antes da perda de consciência é um dado que tem que ser valorizado; Se o paciente apresentou dor torácica, deve também ser realizado uma investigação minuciosa do quadro; Outro dado que merece atenção é quando o paciente não apresenta sintoma algum, o desmaio é súbito, um mecanismo que pode ser chamado como “liga-desliga”, como se apertasse um interruptor e desligasse um aparelho.

Felizmente a maior parte das síncopes estão relacionados a causas benignas, dentre elas a mais frequente é a síndrome vaso-vagal. Geralmente esses casos estão relacionados a sintomas precedentes ao evento como tonturas, vista turva, sudorese, principalmente em algumas situações especificas como ficar muito tempo em pé, ambientes quentes, fortes emoções, dor intensa, desidratação.
Em caso de desmaio, procure um cardiologista para uma investigação mais detalhada. Cuide da sua saúde!

 

Associado

022

maps