Busque o que voc� procura!
  • 002
  • 004
  • F1
  • x4

Avaliação Pré-Operatória (Risco Cirurgico)

pre-operatoria

A avaliação pré-operatória consiste numa avaliação realizada pelo cardiologista com o objetivo de identificar variáveis tanto relacionadas ao estado clínico do paciente como referente ao procedimento que será realizado, com a finalidade de evitar possíveis risco de complicações. No Brasil, alguns dados estatísticos demonstram 1,7% de mortalidade em referência a todas as operações não cardíacas realizadas. Dentre essas complicações, as cardiovasculares são a que apresentam maior impacto, daí a necessidade dessa avaliação pré-operatória.

A avaliação consiste em definir as variáveis clínicas e as variáveis cirúrgicas. Com relação as clínicas, é realizado uma anamnese e exame físico inicialmente. Investigado se o paciente apresenta alguma comorbidade e questionado sobre queixas clínicas. Já com relação a variável cirúrgica é importante saber qual cirurgia o paciente será submetido. Cirurgias de emergência apresentam de 2 a 5 vezes mais chances de complicações cardiovasculares. Algumas cirurgias apresentam um risco aumentado, como por exemplo os procedimentos vasculares arteriais. Operações de catarata, mama, procedimentos ambulatoriais e endoscópicos já apresentam um risco baixo.

Definido essas situações alguns exames podem ser necessários de acordo com o contexto. Existem vários algoritmos que o cardiologista pode utilizar para realizar a avaliação. Com base nessa estratificação, serão propostas medidas que visam reduzir o risco de eventos cardíacos, que podem variar desde intervenções medicamentosas até alterações no planejamento cirúrgico, avaliando risco/efetividade.

É muito importante a avaliação cardiológica antes de se submeter a um procedimento cirúrgico visando minimizar complicações cardiovasculares durante e após o procedimento. Em caso de dúvida, procure um cardiologista.

Associado

022

maps