Busque o que você procura!
  • 01
  • 002
  • 004

Avaliação cardiológica para atividade física

atividade-fisica

Recentemente alguns casos foram divulgados na mídia de pessoas que apresentaram quadro de morte súbita durante atividade física recreativa (não competitiva). Por isso resolvi fazer essa postagem, sobre a importância de uma avaliação médica cardiológica antes de iniciar uma atividade física.

De acordo com a Diretriz em Cardiologia do Esporte e do Exercício da Sociedade Brasileira de Cardiologia e da Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte, a avaliação clínica pré-participação (APP) para atividades físico-esportivas deve ser entendida como uma avaliação médica sistemática, uniformizada, capaz de abranger a ampla população de esportistas e atletas antes de sua liberação para treinamento físico. Tem como proposta identificar, ou pelo menos aumentar, a suspeita de doenças cardiovasculares que sejam incompatíveis com a realização de atividade física visando o rendimento.

Existem recomendações especificas para grupos distintos: esportistas, atletas profissionais e crianças/adolescentes. Vou me deter nessa postagem sobre as recomendações para esportistas.

Mas o que seriam esportistas? Esportistas são indivíduos que praticam atividades físicas e esportivas de maneira regular, de moderada a alta intensidade, competindo eventualmente porém sem vínculo profissional com o esporte.

Esse grupo de indivíduos deve passar por uma avaliação pré-participação para atividades físico-esportivas. Essa avaliação se inicia com uma boa anamnese e exame clínico pelo médico. O objetivo da anamnese é detectar fatores de risco ou sinais/sintomas de doença cardiovascular ou de outros sistemas. É importante a investigação da história familiar de doenças cardiovasculares já que algumas patologias tem herança genética e podem estar relacionadas a risco de morte súbita. As queixas dos pacientes apresentam grande importância. Sintomas como dor torácica, palpitações, “cansaço” aos esforços, episódios de taquicardia, tonturas e desmaio, podem estar relacionados a diversas patologias cardíacas e devem ser valorizados. Deve ainda ser realizado um exame físico cuidadoso com atenção na aferição da pressão arterial, ausculta cardíaca e pulmonar e avaliação dos pulsos periféricos.

Com relação aos exames complementares, o eletrocardiograma é um exame muito útil nessa avaliação pois pode constar algumas alterações sugerindo alguma patologia cardiovascular. Outros exames que podem ser utilizados são o teste ergométrico e ecocargiograma transtorácico mas não são de rotina nesse caso. Suas indicações dependem de alguns fatores como o nível de intensidade da atividade física que será realizada, de dados da anamnese, queixas clínicas, do exame físico realizado ou idade do paciente.

Antes de iniciar sua atividade física procure seu cardiologista. Isso pode ajudar a diagnosticar doenças cardiovasculares que associado ao exercício físico levaria a complicações. Esporte é e tem que continuar sendo SAÚDE!!!

Associado

022

maps